As entre linhas do pena g

O que te levou a começar a fazer músicas?
Foi a influência de amigos meus que já o faziam. Como também gostava de rap acabou por ser algo que aconteceu naturalmente.


O que achas do mundo da música na Lusofonia?
No global acho que está a evoluir bem, há vários artistas com talento que contribuem para isso. Em termos de rap já não creio ir tão bem, muita gente igual, muito beat igual,só beef na cabeça mas enfim cada um sabe de si e dizem que Deus de todos.


Um Feat com o teu artista Lusofono favorito, com quem seria?
Não posso dizer que tenha um artista favorito, mas gostava muito de fazer música com o Abrov Souldjah e com a Missy Bity.


É apenas hobby ou gostavas de viver da Música?
Para mim é mais que hobby,é mesmo paixão,algo que me completa, e nesse sentido sim, gostava de viver da música, embora não a qualquer preço.

Consideras os beefs entre MCS, na base da música , saudável ou só procuram clout?
Haver beef entre mc´s é normal e sempre será,desde que seja orgânico e não programado ou combinado.

Queres fazer apenas hip-hop ou gostava de explorar outros horizontes?


-Eu quero continuar a fazer hip hop, de preferência no estilo boom bapp como tenho feito,pois é o que realmente me cativa, apesar da moda hoje em dia ser outra.
Poder cantar com uma banda é algo que gostaria de explorar.

Como tem sido lidar com o Covid19?


-Directamente não me afectou muito,felizmente.
Em termos artísticos acho que limitou em parte os artistas, no sentido em que houve uma altura em que era impossível poder dar concertos ou algo do género, mas temos de nos ir adaptando à realidade.

Já tomaste alguma decisão de que te arrependas?


-Sim já tomei várias mas não penso muito nisso, apenas retiro o que tenho a retirar da situação e bola para a frente.

Como lidas com as críticas?


-Lido bem desde que as pessoas sejam educadas a criticar, pois há limites para tudo e há quem goste de ultrapassá-los.
Mas regra geral interiorizo na boa.

Aceitarias trabalhar em outra área que não fosse música?


-Já o faço há muito tempo, e caso não viva da música sempre irei trabalhar noutras áreas.

Projetos futuros?


-Lancei o meu ultimo projecto, Lockdown, em Agosto, em formato digital com o meu mano Drestah a tomar conta da produção, mixagem e masterização.
Irá sair num futuro próximo a versão física com faixas extra e ainda em relação a este projecto, mais clips.
Tenho outros projectos no forno, vou tentar gerir de forma a tentar que não sintam muitas saudades de me ouvir rimar rsrs.

Uma palavra, para os teus apoiantes..

-Muito obrigado pelo apoio, por cada partilha, cada mensagem…a moral que me dão vale muito e é também o que me faz continuar firme nesse caminho.
Bless a todos.

Maís posts
KATE MIRSON – O TEU AMOR FUI EU