O “hoje” do SINA

Quem és tu?

O meu nome é André, nome artístico “Sina”, sou nascido e criado numa zona humilde, pontes (Setúbal), nasci a 29/03/97

Fala da tua história, primeiros passos dentro da música e influências

Desde sempre apaixonado por música, mas por volta dos 10 anos ganhei uma paixão gigante pelas rimas e pela escrita. Sempre guardei a minha escrita para mim, até por volta dos 16 anos despertar para um pequeno passo acima, onde algumas pessoas com a mesma paixão que eu se juntavam em noites de improvisos. Ao longo da minha caminhada conheci pessoas que me ajudaram a expandir a mente a nível músical e que me incentivaram no meu caminho. Fui acolhido pela V2N MUSIC em 2019, uma discográfica Setubalense, mas mais que isso, uma família, “o mundo ou nada”.

-influências: Desde miúdo as minhas referências são valete, sam the kid, entre outros e muitos mais se foram juntando ao longo do tempo no que toca a rap tuga.

O que achas do mundo da música em Portugal e o que podes trazer de novo?

Se tivesse de responder há uns anos atrás, nunca iria responder que o rap em Portugal estaria tão diversificado, na minha opinião desde que os artistas exprimam o que sentem todos têm o direito de o fazer, não crítico, mas posso não gostar.

O que posso trazer de novo:
Duas histórias nunca são iguais, se alguém se identificar com as minhas letras e sentir a minha música já é uma inovação, quero acima de tudo poder ajudar e transmitir a minha mensagem.

O que te levou a escrever esta música?

Sempre fui uma pessoa muito pensativa e retraída com isso durante muito tempo guardei para mim muitas situações da minha vida apenas para mim, o “Hoje ” foi um dos dias em que esse misto de situações e emoções saltou da minha cabeça para o papel.

Qual é o teu público alvo?

Quero transmitir a minha mensagem a todos, não a alguém ou algum tipo de pessoa em específico, acho que nesta arte o importante é poder passar a mensagem e a história que cada um passou, passa ou quer passar.

Há alguma mensagem específica que queiras passar com esta música?

Apesar de ter muitas referências da minha vida ao longo da música, a mensagem que tento passar é que apesar das dificuldades, dos caminhos difíceis e de tudo o que possa parecer negativo, há que olhar em frente e fazer com essa negatividade que passámos e passamos consiga transformar-se em positividade.

Qual é a mensagem que deixas para quem te segue?

Apesar de tudo o que vos digam que é correto, apesar de tentarem escrever o vosso caminho não o permitam. Está para nascer alguém que vai ser perfeito ao ponto de escrever o caminho dos outros. Sigam o vosso sonho custe o que custar, ganhem asas e façam a vida valer a pena.

Maís posts
UMA KIZOMBA DIFERENTE